Archive for July, 2012

Domingo frio e chuvoso. Um dia para se ficar em casa, mas como ficar se há um show de Jane Duboc no Teatro Décio de Almeida Prado. Um pequeno, mas bem aparelhado e limpo teatro de escola. Ainda bem que ainda existe cultura sendo preservada e mantida.

Mas voltemos ao assunto. Assistir Jane Duboc ao vivo é lembrar de cada fase da minha vida, recordar os amigos que se foram tão cedo, reviver viagens, sonhos, anseios… a certeza de uma vida plenamente vivida. E um show dela jamais decepciona. Ao contrário, ela nos encanta com seu sorriso, sua voz e sua simplicidade.

Jane Duboc Jane Duboc Jefferson Lescovich

Conheci o trabalho da Jane em 1980 durante o Festival MPB Shell com a música Saudade. Depois, vieram muitas outras canções inesquecíveis, marcantes e fortes, porém delicadas como pétalas de flor: Manoel, o audaz; Languidez; Menino; Eu no sol; Mansidão, As criaturas da noite;  Canção da espera, Auto-retrato… só para citar algumas. Ouvir aquela voz aquece a alma. E naquela noite fria foi o que aconteceu, todos fomos aquecidos por uma voz companheira, meiga, suave, serena…

Para os que não conhecem seu trabalho deixo abaixo o link para um pout-pourri onde selecionei alguns trechos das músicas que ela apresentou ao lado do contrabaixista Jefferson Lescovich.

Mais uma vez essa paraense mostra toda a beleza da nossa música, nossa verdadeira música popular: com letra, melodia e ritmo; e acima de tudo com muita paixão pela canção.

Read Full Post »

%d bloggers like this: