Archive for November, 2016

Metade de mim é paixão, a outra metade solidão.
Metade de mim é amanhecer, a outra metade anoitecer.
Metade de mim é quase nada, a outra metade é mais que tudo.
Metade de mim tem sede, a outra metade se farta em lágrimas.
Metade de mim quer viver plenamente, a outra metade se esconder de repente.
Metade de mim é apenas metade, a outra metade o todo inteiro.
E cada metade de mim se completa e se alterna no oposto perfeito de sua complexidade.
Porque metade de mim quer amar sem limites e a outra metade quer ser amado sem pudores.

2016-18-11-11-07-452016-18-11-11-08-44

Advertisements

Read Full Post »

%d bloggers like this: