Archive for the ‘São Paulo’ Category

Depois de um longo hiato resolvi voltar ao blog para escrever sobre um tema que deixa muita gente sem dormir: a perda de um emprego.

Estranhamente, eu que fora tão ansioso anteriormente, lamentei mais perder o contato diário com tantas pessoas amigas, interagir sobre temas do cotidiano e por vezes conversar com aquela pessoa mais chegada sobre as angústias e reviravoltas que a vida nos dá.

Dito isso, tenho de reconhecer que durante quase 19 anos de trabalho, aprendi e realizei muitas coisas que jamais pensei fazer e conhecer. Sou muito grato à Bireme por tantas oportunidades de programação, análise de sistemas, análise de problemas, treinamentos, capacitação, tradução técnica, viagens que me proporcionaram conhecer pessoas e lugares incríveis, mas acima de tudo por me dar a oportunidade de manter as amizades que lá fiz apesar do tempo e da distância.

Ao longo desse período, vi partirem amigos queridos, alguns que jamais revi, mas que estão presentes no facebook, no twitter, no e-mail, no whatsapp. Revejo mentalmente as despedidas, os marcos de reencontro, os aniversários, as celebrações de fim de ano, as festas institucionais e lembro de uma época que me senti abraçado, como um filho em uma família.

Mas chega o dia que o filho cresce e precisa tomar seu caminho, descobrir-se, desafiar-se. É como me sinto hoje, um dia após a despedida, um ser em processo de mutação, um redescobrir, um reinventar. E apesar de parecer intimidador ver o mundo todo à frente é, ao mesmo tempo, inspirador por não haver limites impostos, por estar na base da montanha e poder escolher por onde quero escalá-la.

Aos amigos que fiz nesta instituição agradeço de coração por compartilhar seus momentos, suas palavras, seu pensar comigo. Foi e continuará sendo muito enriquecedor sempre.

Advertisements

Read Full Post »

Domingo frio e chuvoso. Um dia para se ficar em casa, mas como ficar se há um show de Jane Duboc no Teatro Décio de Almeida Prado. Um pequeno, mas bem aparelhado e limpo teatro de escola. Ainda bem que ainda existe cultura sendo preservada e mantida.

Mas voltemos ao assunto. Assistir Jane Duboc ao vivo é lembrar de cada fase da minha vida, recordar os amigos que se foram tão cedo, reviver viagens, sonhos, anseios… a certeza de uma vida plenamente vivida. E um show dela jamais decepciona. Ao contrário, ela nos encanta com seu sorriso, sua voz e sua simplicidade.

Jane Duboc Jane Duboc Jefferson Lescovich

Conheci o trabalho da Jane em 1980 durante o Festival MPB Shell com a música Saudade. Depois, vieram muitas outras canções inesquecíveis, marcantes e fortes, porém delicadas como pétalas de flor: Manoel, o audaz; Languidez; Menino; Eu no sol; Mansidão, As criaturas da noite;  Canção da espera, Auto-retrato… só para citar algumas. Ouvir aquela voz aquece a alma. E naquela noite fria foi o que aconteceu, todos fomos aquecidos por uma voz companheira, meiga, suave, serena…

Para os que não conhecem seu trabalho deixo abaixo o link para um pout-pourri onde selecionei alguns trechos das músicas que ela apresentou ao lado do contrabaixista Jefferson Lescovich.

Mais uma vez essa paraense mostra toda a beleza da nossa música, nossa verdadeira música popular: com letra, melodia e ritmo; e acima de tudo com muita paixão pela canção.

Read Full Post »

PartidaPrenúncioReminiscências
SolidãoMágoaLampejo

Esquecimento, um ensaio no Flickr.

Há momentos que precisamos nos sentir únicos, sozinhos, inteiros… sem que nada nem ninguém nos ofereça abrigo ou perigo, amor ou ingratidão, o riso ou a lágrima…

Há momentos que a alma se cansa, se perde entre luzes e sombras, se reencontra e sucumbe ao cansaço da vida. Uma miséria da alma, consumida pelos anos, esquecida pelas perdas…

Partir… retomar o caminho e seguir até que a última luz seja generosa e inunde com a verdade o vazio que se fez da morte.

Read Full Post »

Creio que para muitos uma foto panorâmica pode parecer algo complicado de se fazer. E em geral é, principalmente se estiver montando a imagem final a mão, pois muitas vezes é necessário girar a imagem em determinados ângulos, diminuíndo a largura do campo de visão.

Mas utilizando um software escrito especialmente para montar panorâmicas a partir de sequências de fotos, como o Panorama Maker – que veio junto com minha Lumix ZX1 da Panasonic – fica bem fácil criar este tipo de imagem, com vários ângulos de visão (120°, 180°, 270° etc) e também panorâmicas cilíndricas (360°).

O resultado final depende da quantidade de imagens-fonte que o programa dispõe para fazer a sobreposição e criar a imagem montada. Para se ter uma idéia, a partir de cinco fotos já é possível ter uma foto com aspecto de panorâmica, mas com ângulo reduzido. Já as fotos em 360° (panorâmicas cilíndricas), em geral utilizam de 18 a 30 imagens, dependendo do software utilizado.

Desta vez, como o assunto não é novidade, resolvi publicar o resultado somente em minha conta no Panoramio e as cilíndricas (com navegação 360°) também no Panoramic Earth. O resultado pode ser conferido abaixo. Espero que gostem.

Vista interna do Parque da Luz

Vista do campus do CTA/ITA em São José dos Campos

Vista panorâmica de aviões perto dos hangares e da torre de controle do Aeroporto de São José dos Campos (CTA/ITA)

Vistas panorâmicas de Santos a partir de Monte Serrat

Read Full Post »

Dia destes alguém me perguntou qual era meu desejo de Natal.

Obviamente, sendo humano e vivendo numa sociedade baseada em consumo, pensei logo em algum artigo de fotografia, um verdadeiro objeto de desejo. Mas depois, ponderando e caindo na real, desejei que todos os cães e gatos pudessem ter a alegria de um bom lar.

Parece mentira, mas recebi um e-mail semana passada e ainda não o tinha lido. Parte do meu desejo se tornou realidade. Logicamente, nem todos os animais ganham lares definitivos, mas alguns estão em lares adotivos e temporários que são tão bons e talvez até melhores.

Uma das causas que eu sempre acreditei e apoiei porque conheço quem a dirige e mantém é o Adote um Gatinho. E foi justamente de lá que veio minha alegria e que eu compartilho hoje com voces.

Veja abaixo o vídeo que a equipe mantenedora fez para comemorar a ajuda recebida para o Natal dos felinos.

Se você, como eu, se emocionou com o vídeo, saiba que ainda dá tempo de montar uma sacolinha. Visite esta página e faça mais um gatinho feliz.

Read Full Post »

Em 05 de dezembro acompanhei diversos fotógrafos paulistanos de vários grupos do Flickr num encontro com os membros do Fotoclube Amigos de Santos para conhecer e fotografar o centro histórico de Santos, compreendendo a Prefeitura, a Bolsa de Café (com seu Museu do Café), a Cadeia Velha e Monte Serrat. O passeio incluía também um passeio de escuna e uma noturna pela cidade, ambos protelados a um próximo encontro devido ao mau tempo.

Abaixo, uma amostra do que mais gostei da visita. Para ver outras fotos da visita, acesse a galeria completa no Flickr.

Prefeitura e Bolsa do Café

Monte Serrat e Bolsa do Café

Tarifeiro e Noviças

Cadeia velha e Bondinho

Read Full Post »

Como prometido, posto algumas fotos que fiz durante as férias. São olhares diversos sobre lugares, natureza, Natal, fé e dogmas, artes… Enfim, um apanhado de cenas do cotidiano que nos passa desapercebido quase sempre. Veja mais fotos na galeria completa no Flickr.

Obviamente, como tudo as férias se acabam. Mas continuo vasculhando, procurando com o olhar ávido pelo próximo momento mágico que meus humanos e pequenos olhos puderem descobrir.





Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: